Google abandona a Correia Fotorreceptora

O google melhorou a base de dados do Google Translate, e agora “web” é traduzido como “Web” ao invés do tradicional “correia fotorreceptora“. Uma grande perda para o marketing deste blog.

Nem tudo está perdido do ponto de vista humorístico e poético, porém: ele traduz “spider web” como “Spider Web” (é só colocar a primeira letra de cada palavra como maiúscula? Ele acha que português é alemão?) e “the spider is weaving its web” (“a aranha está tecendo sua teia”) como “Da aranha é a tecelagem da web”.

E nós sempre podemos contar com o Altavista Babel Fish, o Yahoo Babel Fish e o Tradutor da Microsoft, que mantêm a tradução correta. O da Microsoft na verdade está apenas meio correto. Ele dá a opção de indicar se o conteúdo é relacionado a computadores ou não através de um checkbox. Selecionando, ele traduz “web” como “Web”. Sem selecionar, porém, ele traduz “web” como (você adivinhou!) “correia fotorreceptora”. “the spider is weaving its web” se torna “a aranha está tecendo sua correia fotorreceptora” se o conteúdo não é relacionado a computadores e “o rastreador é weaving sua Web” se é.

A Microsoft confia tanto no tradutor que o utiliza para fazer o próprio site. No final da página do tradutor existe um link que diz “Adicionar página de Web do Translator ao seu site“. Somente um programa automático com essa qualidade escreveria “página de Web” ao invés de “página web”.

Tradução da Microsoft também prestigia Da Correia Fotorreceptora

O Google Discovery anuncia o lançamento de seu novíssimo tradutor on-line, utilizando tecnologia da Systran, somado a tecnologia própria, com suporte a 26 pares de línguas.

Windows Live - From the Web

Eu não pude me conter e testei a tradução que dá nome a este blog e, de fato a Microsoft também nos prestigia: “from the web” é traduzido como “da correia fotorreceptora“. Outras variações como “web master” também dão resultados interessantes.

Que tipo de processo de desenvolvimento pode permitir que um erro desse tamanho persista por mais de 10 anos? Como é possível que a mesma base de língua portuguesa seja vendida para três grandes empresas diferentes sem essa correção básica, e sem melhora perceptível de qualidade em todo esse tempo?

Eu imaginava a princípio que a Digital tivesse comprado uma base antiga para o venerável Altavista Babelfish e nunca tivesse atualizado. Mas depois, quando o Google lançou suas ferramentas de tradução com os mesmos erros, e agora que a Microsoft fez a mesma coisa, eu acho possível perder toda e qualquer esperança de que o suporte a língua portuguesa seja melhorado nessa linha de produtos.

A única possibilidade é que não exista ninguém dando manutenção. Suporte a língua portuguesa é um item a marcar em uma planilha de recursos, e está tão bom hoje quanto vai ser em qualquer momento no futuro. Ele está tão bom quanto a Systran acha razoável deixar.

Qualquer sistema de tradução que preste para a Língua Portuguesa vai precisar vir de outra fonte.